Drama
28
6

Capítulo

Publicidade

CAPITULO VINTE E SETE

Lembro bem de ter acordado pela manhã depois de uma noite mal dormida. O sol entrava pela janela da sala, batia no piso branco e refletia no meu quarto. Eu estava tão desesperada para dormir que nem me lembrei de fechar as cortinas. Maldita ansiedade.

Troquei de roupa, abri a porta da sala, dei três passos e apertei a campainha dele.

— Bom dia, Elena!

— Bom dia, Eduardo. Você tem café? O meu acabou.

— Acabei de passar um. Entre. Hoje é o grande dia, não é? – questionou enquanto caminhava para a cozinha.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.