Capítulo

Publicidade

O Assaltante

Saio apressado do escritório do Matheo, coração a mil por hora e uma vontade de esmurrar a cara de alguém, talvez a dele. Desço o elevador sentindo o peito ardendo com a vontade de berrar, o ar escapando dos meus pulmões e a vista embaçada pelas lágrimas contidas. Se ele acredita que vai tomar as crianças de mim, está muito enganado. No fundo ele só está interessado na herança que o Tobias deixou. Mas eu sou o pai, tão pai quanto o Tobias foi, e não vou deixar nenhum cunhado interesseiro, filho da puta e sem alma tirar meus filhos de mim.

– Não mesmo. _ Penso em voz alta. Saio do elevador, atravesso o hall de entrada a passos largos, passo pela porta automática de vidro, desligo o alarme do carro que está estacionado do outro lado da rua, e quando entro no carro, a raiva explode na minha boca.

– PORRAAAAAAAA!!! _Grito até ficar sem ar, olhando fixo o nada, a escuridão a minha volta e eu apertando com tanta força o volante do carro que sinto a pele da palma da minha mão se descolando. A dor que sinto não é tão insuportável quanto a provável possibilidade de perder meus filhos, e só de pensar nisso, meu coração se contrai tanto dentro do peito que a dor escorre pelos olhos. Tapo o rosto com as duas mãos e me permito extravasar, colocando para fora a raiva que me consome, sem acreditar que fui tão burro a ponto de me encontrar com meu cunhado a essa hora da noite, nessa merda de escritório, somente para ouvir absurdos. Choro e soluço feito um garotinho. Já não me basta perder o homem da minha vida, será também que terei que perder meus filhos? Fico ali, tentando me acalmar, me segurando para não voltar lá, naquele esc

– Canalha. Cretino. _ Soluço.

A porta do passageiro se abre.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.