Legítima Herdeira

Fantasia

Livro ler capítulo

Estatísticas:


5

Ir para outro capítulo:

Publicidade

Capítulo

Tamanho da fonte:

Largura do texto:

Mudar cor do fundo para:

Escuro Claro

Tela cheia:


Legítima Herdeira
Prologo

Quinze anos atrás

A chuva caia incessantemente fazendo o jovem correr cada vez mais depressa pela rua silenciosa. Quanto mais ele corria mais sentia o peso que aquilo significava, seria algo difícil de esquecer. Ser aquele que salvou a vida de um inocente das garras de um destino cruel e incerto.

Em Véria parte do reino de Vólos

Uma guerra estava acontecendo. A rainha havia sido assassinada, entretanto, antes confiou ao jovem serviçal a vida de seu pequeno tesouro. Uma garotinha de olhos cor violeta, com cabelos cor de terra que pareciam plumas sobre sua delicada cabecinha. A vida da menina estava correndo um grande risco, pois seu meio irmão mais velho se sentia insultado por perder o que antes lhe foi prometido, ele e seu outro irmão, filhos do primeiro casamento do rei não queriam dividir o que lhes era de direito com uma bastarda. Era isso que eles achavam, a menina recém nascida era uma filha bastarda que iria usurpar o trono, mas assim que o rei se deu conta do que estava acontecendo e da inveja de seus dois primeiros filhos tomou uma decisão, uma decisão que poderia mudar a vida de todos e talvez quem sabe salvar sua família.
Toda raça de Phenins dependia de uma liderança, mas não apenas de alguém no trono, eles precisavam de alguém que suporta-se o peso que era carregar todo aquele poder. Se acaso aquilo caísse em mãos erradas, ganaciosas, possivelmente uma desgraça aconteceria e por este motivo a segurança da próxima sucessora do trono se tornará prioridade.

Há muito tempo o rei acreditava precisar de mais alguém para governar Vólos, seus dois filhos não pareciam capazes de subir ao trono como ele fizera, e com a chegada da garotinha ele soube que agora teria uma herdeira digna. Entretanto, antes de tudo ter um final feliz seu filho mais velho declarou guerra, atacando o reino e destruindo tudo o que viesse pela frente. Com este ato terrível foi tomada uma decisão, o rei iria aprisionar toda magia o os três poderes primordiais que eram: a auracinese, a magia elementar e a semi imortalidade.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.