Conto
276
8

Capítulo

Publicidade

Prólogo

Mila

 

Algo vai muito mal. Notei isso quando a primeira coisa que notei foi a dor na minha cabeça, parecia que uma escola de samba inteira estava a pleno vapor. Outra coisa foi a dor latejante no meio das minhas pernas, aquela que você só sente quando faz um bom sexo.

Soltei um fraco gemido e tentei me virar. Eu estava em cima de um corpo quente. Os tum-tuns a mais no enredo não era de uma segunda bateria e sim de um coração humano.

Abri os olhos e me deparei com um peito musculoso e uma pele bronzeada com poucos cabelos escuros. Com o mínimo de movimento olhei para cima. Vi um queixo quadrado, lábios vermelhos e inchados, nariz torto, provavelmente quebrado em algum momento da vida, cílios longas e cabelos pretos. Era o homem mais bonito que já tinha visto pessoalmente, porque os atores de cinema não contavam. E eu nunca tinha visto ele em minha vida.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.