Capítulo

Publicidade

Capítulo 8 - A Saudade

Escutei o mito que o Alexandre contara sobre a planta poderosa atentamente. É uma história bem triste, a menina morreu. Nem ela ou a mãe fizeram mal algum para pessoa nenhuma. Ainda não acordei, estou ficando desesperada por dentro, ainda tenho chance? Sinto saudade de dançar com Adrian, ele escolhia músicas nada que fossem para dançar, mas eu gostava. Também sinto saudade dos comentários engraçados do Will sobre adaptações cinematográficas dos livros. Ele é um ótimo amigo e muito engraçado por sinal.

- Bem, por isso a planta salva apenas humanos de coração puro. Qualquer criatura do Mundo Sobrenatural que tentasse sequer usá-la, estaria fadado a ficar doente ou pior. – Concluiu o Necromante.

- Isso explica tudo. – Disse Will.

- É um mito interessante. Se ao invés dela ser uma bruxa e ser um vampiro, estaria morta com uma estaca de madeira no coração. Ou o sangue dela seria drenado. – Disse Adrian. Assustei-me com seu comentário.

- Exato, meu caro!

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.