Capítulo

Publicidade

Capítulo 7 - O Mito da Sálvia Salvadora

“Há muitos, muitos e muitos anos atrás existia uma Bruxa da Terra. Ela tinha uma pele clara, olhos castanho-claros e cabelos negros. Seu nome era Beatrice. Beatrice também tinha uma filha com as mesmas feições, Sálvia. O nome da filha foi dado justamente por causa da planta que elas cultivavam, mas a planta na época não tinha utilidade nenhuma, servia apenas como tempero, era somente a planta em si.

“Certo dia, Beatrice estava andando pela floresta e acabou encontrando um lenhador, Logan. Ele trabalhava numa fábrica na cidade que recolhia madeira. Cortava pedaços de troncos de árvore e levava na caminhonete. Eles acabaram se conhecendo coincidentemente.

“Logan todos os dias ia na floresta para ver Beatrice. Eles sentiram que um amava o outro, então ficaram juntos. Logan foi morar na pequena casinha de campo com Beatrice e acabou conhecendo sua filha. Sálvia se afeiçoou à Logan, ela pode sentir novamente como era ter um pai. E Logan sentiu o mesmo. Ter Sálvia como filha, mesmo que de consideração, era uma alegria.

“Sálvia era muito bonita. Tinha doze anos e era surpreendentemente idêntica a mãe. A mesma pele clara que parecia brilhar no sol, os olhos castanho-claros altamente visíveis e os longos e soltos cabelos negros, lisos por assim dizer. Além disso, usava no pescoço um colar médio que sua mãe dera quando ela completou doze anos e pedira para nunca retirá-lo, em hipótese alguma.

“O colar era uma corrente pequena, leve e negra que prendia uma espécie de caixa. A caixa, na verdade, era uma caixinha de ferro bem pequena – mas não pesava no colar. Dentro da caixinha de formato losangular, havia uma pedra extremamente bonita de tom verde-esmeralda que também tinha o mesmo formato da caixinha. Abaixo da pedra havia três minúsculas pedras em formato circular. Elas tinham um tom de azul-ultramar e ainda para finalizar, abaixo das pequenas pedras azuis, havia uma pequena cruz de ouro. Beatrice dissera à Sálvia que o colar era mágico e a filha sendo cética, não acreditava – mesmo tendo uma mãe bruxa.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.