Capítulo

Publicidade

Prólogo

O que eu quero para mim, não é o que eles querem para mim. Eu sei o que muitos vão dizer: que eu devo fazer o que eu gostar; que devo seguir meus sonhos. Infelizmente, quando a gente cresce, vê que nossos sonhos são como castelos de areia; como uma torre de baralho.

Eu sempre quis entrar na faculdade, mas isso foi quando meus pais faziam engenharia parecer legal. Sempre quis casar, mas isso foi antes de vê o quão ruim isso pode ficar.

Hoje, quero escrever livros; e publicá-los. Contar as muitas fantasias que passam por minha cabeça. Quero quatro cachorros e uma casa comum. Alguém para dividir a vida? Quem sabe? Mas eu não quero ir para a faculdade! Não ainda! Não quero estudar medicina, nem arquitetura e nem nada disso. Gosto de estudar, mas será que ninguém vê que eu não me vejo em nada disso? E eu sei que não sou só eu; sei que em algum lugar tem gente querendo ser ator, músico, artista e coisas assim. E eu amo e lamento por isso.

Porque, para nós, tudo que escutamos é: Você tem que ir para a faculdade; você tem que ganhar dinheiro.

Todos os dias nossos castelos de areia são soprados pelo vento. E, se você não passa por isso, eu te invejo.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.