Capítulo

Publicidade

Devaneias

Maleitas Frias. É assim que chamam essas noites. Sem muitas estrelas, carregadas de nuvens e com a lua “gorando mau-olhado”. O vento sopra forte nas Maleitas Frias. Ele ecoa da promíscua Rizolut até o cume da rocha. Carrega incêndio, morte e perversidade. São apenas doze dias — os doze últimos da Quaresma.

No penúltimo dia é a hora das Devaneias. Seios grandes, bumbum arredondado, pernas torneadas; percentual baixo de gordura. Clitóris avantajado — roxo forte. Com esse corpo escultural, falta beleza à face: rosto cadavérico — chimpanzé seco.                                                                 

Na Etiópia, elas recebiam outro nome: Javaias. Na Tailândia se chamavam Thia-Tiu-Zu. O livro dos mortos egípcio registra Nose Sah. Eram adoradas na Mesopotâmia e temidas ao leste do Nilo.

Elas têm acompanhado o cangaço até o presente momento, e eles não sabem disso e nunca será revelado. O que está em questão é a alimentação. Elas se alimentam de excremento humano.

Os cangaceiros, geralmente, diante da rotina sangrenta, comem rápido — o que dificulta a digestão. O alimento leva cerca de nove horas para transitar no organismo e chegar como uma massa uniforme ao intestino grosso, onde permanece por cerca de dois a três dias. Nesse período parte da água — dez a doze litros — e sais é absorvida, para que na região final do cólon a massa fecal se solidifique. O aspecto castanho-pardo, pastoso, com grãos separados; o feijão e o milho destacado — parecem até que passaram direto sem o toque das mandíbulas — são o prato principal das diabas.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.