Capítulo

Publicidade

CAPÍTULO XXII - SE EU SOUBESSE O QUE APRENDI!

           Como se observa, não repito: se soubesse o que eu sei. Pois é verdade e Sócrates estava coberto de razão, quando disse que nada sabia. Então, se eu soubesse o que aprendi, teria sofrido menos!

            O que aprendi então?

            Aprendi, por exemplo, que nada na face da Terra vale um esforço sobre humano para conseguir. Perder noites de sono em busca de conseguir dinheiro e acreditar que esta vida somente, pode satisfazer todas as minhas necessidades!

            Aprendi que não existe amor verdadeiro neste mundo!

            Nada amanhã será igual foi hoje, nem as pessoas, nem as construções, muito menos os pensamentos!

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.