Capítulo

Publicidade

CAPÍTULO XII - PAPAI QUERIA QUE EU FOSSE UM MENINO HONESTO!

                                                Tem coisas que a sociedade independentemente não perdoa!

                                               Isso se dá quando começa a julgar indistintamente com o fulgor das “massas” sem apurar o suficiente raciocínio!

                                               Assim não é de outra forma que inocentes acabam na prisão  sem nada deverem, porém, num âmbito geral, é importante a opinião dessa mesma massa para diferenciar o honesto do não honesto e dar curso normal ao destino!

                                               Mas, o mais das vezes, as pessoas são implacáveis!

                                               Por exemplo, existem indivíduos que vão para o crime atraídos para o delito, como a mosca é atraída por detrito, para esses é irresistível, tentador e existem outros, que são conduzidos ao crime, pela força das circunstâncias, e não adianta eu explicar aqui tais motivos, pois são completamente irrelevantes!

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.