Capítulo

Publicidade

Desejo egoísta

Eu queria ter ti só para mim
E não tive seu sim
Eu queria ti amar
Mas você não quis o meu amor
Eu queria teu riso
E tive seu pranto
Eu queria ser parte de sua tristeza
Mas foi só fraquezas
Eu queria ser tua lua
Para iluminar todas as tuas noites
Queria ser teu sol
Para aquecer-te no inverno
Queria ser à flor do teu jardim
Para ganhar teu amor e carinho
Queria ser como tempestade
Molharia teu rosto deixando marcas
Cicatrizando feridas
Eu queria ser forte
Mas perto de ti sou fraca
Eu queria você
Mas me contento só em ver ti
Por querer coisas impossíveis
Estou sempre em contradição
Numa brisa leve na contra mão
Lutando sempre pelo querer
Que às vezes nem sempre posso ter!

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.