Capítulo

Publicidade

Amargura do dia

Hoje me vesti de Ana, amarga vingança e doce desilusão
Deixei para traz aquela figura serena e tranquila
Á dor e a decepção fizeram de mim o que sou
Não olho mais para traz
Porque no vazio e no silencio
Aprendi apenas que seguir em frente
É a única solução para um coração doente
Vislumbrei uma estrela e com ela um pedido
Dê-me um novo coração
Um coração capaz de amar com sinceridade
Que seja capaz de lealdade novamente
Voltar no tempo não mais quero
Apenas creio que dias melhores
Sempre estarão por vir
Doce e amarga decepção
A amargura deste dia me fez ver coisas passadas e futuras
Não estava vivendo o presente
E esta doença hoje me cala e me impedi o verso
Mas no mais intimo de minha alma eu vejo brotar
Á

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.