Drama
32
5

Capítulo

Publicidade

CAPITULO VINTE E TRÊS Pt. 01

Ouvi atentamente o que ele tinha para me dizer.

Eduardo abriu uma lata de cerveja, colocou na minha frente e explicou como aconteceu:

— Ficamos dois anos juntos, ela dizia que queria casar virgem e eu respeitei. Fiquei dois anos sem sexo, Elena, consegue imaginar? E mesmo assim não a traí. Foi difícil, mas consegui me manter fiel.

— Como a conheceu?

— Minha mãe nos apresentou. Disse que tinha uma "moça" na igreja que era perfeita para mim! "Moça de respeito", ela dizia. No dia do casamento, minha mãe foi deixa-la na casa dos pais dela para se arrumar e acabou esquecendo a tiara no carro. Quando estava indo pro barbeiro, vi o negócio no banco de trás e fui até lá entregar... maldita hora... A porta da sala estava aberta, ouvi uns gemidos vindos do andar de cima e quando fui ver, ela estava... me senti a pior pessoa do mundo, Elena.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.