Hinos da Inssureição

Distopia

Livro ler capítulo

Estatísticas:


9
2

Ir para outro capítulo:

Publicidade

Capítulo

Tamanho da fonte:

Largura do texto:

Mudar cor do fundo para:

Escuro Claro

Tela cheia:


Hinos da Inssureição
Introdução

Os heróis fazem parte do imaginário humano desde a época em que rabiscávamos nas paredes das cavernas. Almejamos mais e mais poder em nossas vidas, poderes que refletem nossas personalidades ou que preencham um vazio em nossas rotinas.

Cada cidade, cada país e cultura possui sua gama de heróis. No geral eles são mais ou menos parecidos e representam os valores que as culturas mais preza.

Quando garoto eu sempre ficava indeciso com relação a qual poder eu queria ter: voar ou ser invisível? Ambos me pareciam sedutores na época, mas, conforme eu crescia, via uma nova gama de poderes e habilidades nos gibis de super-heróis e queria todos eles.

Ao começar o projeto “Hinos da Inssureição” eu planejava escrever a história da minha própria adolescência, mas com superpoderes, política e vilões. Primeiro eu conversei com cada um dos meus amigos mais próximos e perguntei a eles que poderes gostariam de ter ou apresentei um conceito que eu tinha deles que era bem diferente de como viam a si mesmos. Se não me engano, dos sete entrevistados, apenas um discordou, mesmo assim, rindo da minha descrição. Havia uma condição, entretanto, para que aceitassem estar neste livro: pseudônimos, afinal de contas, temíamos pelas vidas daqueles que amamos e gostaríamos de mantê-los em segurança, apesar de nossa ocupação noturna pouco convencional.

Este livro é uma ode à adolescência despreocupada e irresponsável, que se depara com um problema muito maior do que pode encarar e não tem para onde correr. É um livro que fala de poderes e responsabilidades (ou a falta deles), mas, também, conta um pouco a história do Brasil por um viés alternativo. Qualquer semelhança com fatos e pessoas é um pouco de coincidência e muita leitura de notícias e jornais.

...
...
...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.