Capítulo

Publicidade

Capítulo 45

Um mês depois...

-  Taylor... Taylor. - um urro de dor saiu pela boca, uma dor tão insuportável que me vi obrigada a me deitar com os braços em volta das minha pernas.

- Ella,ella,ei, ai meu Deus você esta molhada,Ella olha pra mim.

- Vai nascer,meu Deus, vai nascer. - eram duas e vinte da manhã, taylor me pegou pelo colo e me levou ate o carro. Nem lembro direito quantos sinais vermelhos atravessamos, nem como ele conseguiu ligar para todos da nossa família e nossos amigos.

Olhava para a janela e via apenas vultos. Um zumbido em meus ouvidos, e a dor latejante que parece ter afetado meus sentidos.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.