Drama
33
5

Capítulo

Publicidade

CAPITULO TREZE

Não me preocupei com o horário para acordar, afinal, era meu dia de folga! Tomei um delicioso café da manhã e sem pressa alguma me arrumei para ir à feira. Eu estava alegre, sorridente e em paz com o mundo!

Fiz as compras e quando entrei na garagem do prédio para estacionar na minha vaga, tinha um veículo parado torto, usando parte da minha vaga e a do lado. Estacionei como consegui e não me estressei, apenas peguei um bloco de anotações do porta-luvas, escrevi um bilhete e prendi no para-brisa dele.

Esperei até às dezesseis horas para ir ao mercado e resolvi não ir sozinha. Abri a porta da sala, dei três passos para frente e toquei a campainha.

— Elena! – disse sorridente ao me ver.

— Tudo bem?

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.