Corações Marcados

Romance

Livro ler capítulo

Estatísticas:


3

Ir para outro capítulo:

Publicidade

Capítulo

Tamanho da fonte:

Largura do texto:

Mudar cor do fundo para:

Escuro Claro

Tela cheia:


Corações Marcados
Capítulo 11

Elena

Uma conversa cujo objetivo é o término de um relacionamento nunca é fácil. Ainda que não exista amor envolvido. Como é o caso entre mim e Douglas. Demorei três anos para abrir os olhos e me dar conta do óbvio: meu namorado, já ex-namorado em minha mente, nunca me amou de verdade. No máximo, sentiu uma afeição por mim. Ou melhor, se afeiçoou ao meu jeito amistoso, imperturbável, condescendente. Essa é a única explicação que encontro para o que Douglas Araújo Lima está me propondo no Starbucks, próximo à empresa onde trabalhamos, às 18h de uma segunda-feira que antecede o feriado de Carnaval.

—Escute, querida, eu entendo que você esteja confusa porque reencontrou um ex-namorado – ele diz tentando pegar minhas mãos. Eu as afasto. — Quem não estaria assim? A história de vocês foi forte, pelo que entendi. Mas eu estou disposto a aceitar sua recaída, assim como você foi tolerante com meus desvios de comportamento causados pela necessidade que tenho de me proteger das doenças perigosíssimas que infestam o mundo. Vamos esquecer tudo isso. O cara já voltou para Curitiba e daqui a pouco nem vai mais se lembrar do encontro que vocês dois tiveram. Não seja tão mulherzinha, Elena. Não me decepcione. Você é uma das pessoas mais centradas e responsáveis que conheço. Não descarte nosso relacionamento por uma aventura passageira.

— O Vítor não é e nunca foi uma aventura passageira, Douglas. – Não quero magoá-lo. Mas tudo tem limite. — Sinto muito por ter, de certa forma, enganado você. Porém eu também me enganei. Acabei te usando para tentar esquecer outra pessoa. Acreditei que um novo amor pudesse remendar meu coração despedaçado. Meus métodos foram bons, mas minhas intenções desonestas. Por favor, entenda, eu não te amo.

— Mas eu te amo, Elena. – Ele tenta de novo pegar uma de minhas mãos. Desta vez, as coloco sob as pernas. Sua declaração saiu com uma facilidade impressionante. A questão é: seus olhos não refletem essas palavras.

...
...
...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.