Capítulo

Publicidade

Prólogo

Enquanto a gaita de fole soava bem baixinho lá fora, na hospedaria do velho Groon estava um silêncio ensurdecedor. O motivo para tanta tensão estava sentado no canto, bebendo sua cerveja preta e aguardando o momento certo para tirar sangue de alguém. O nome do homem ninguém sabia. Alguns o chamavam apenas de mercenário, outros de assassino, e a maioria, de khaishi.

O homem de chapéu preto deu um longo gole em sua cerveja e bateu com a caneca vazia na mesa. Todos estremeceram com o som, menos um rapaz loiro e franzino que estava sentado no outro canto do salão junto a um alaúde, aparentando indiferença e achando tudo engraçado. Foi o único a ter coragem de olhar nos olhos do homem.

E ele não gostou disso.

— Parece que temos um cantor aqui — o khaishi disse em um tom debochado. — Um cantor corajoso.

O rapaz levantou os olhos para o outro, pousou seu copo na mesa, abriu um sorriso zombeteiro e tirou um acorde alegre de seu alaúde.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.