QUARENTENA - Breve Ensaio de uma Noite Interminável

Ficção Cientifica

Livro ler capítulo

Estatísticas:


66

Fotos


Ir para outro capítulo:

Publicidade

Capítulo

Tamanho da fonte:

Largura do texto:

Mudar cor do fundo para:

Escuro Claro

Tela cheia:


QUARENTENA - Breve Ensaio de uma Noite Interminável
Prólogo

— Dr Alak. Temos um pequeno tumulto no setor 6. O capitão Erik exige a sua presença imediata na sala de Estado.

— Fabi, minha cara, alguém já disse que a sua voz é mais linda ainda às … — Tateou a mesa de metal frio, ainda deitado em sua cama, derrubando alguns papéis até encontrar seu relógio — 3:17 da manhã? Nossa… Diga que já vou. — Desligou o telefone sem sequer ouvir a tentativa de resposta da enfermeira chefe de cabelos dourados e corpo escultural. — É muito deliciosa. — riu levemente ainda de olhos fechados, enquanto esfregava lentamente o seu membro endurecido só de pensar naquela mulher que sempre frequentou suas fantasias, desde que assumiu o posto de médico em Aralsk-7. Voltou a dormir e a sonhar com uma noite de sexo que jamais acontecera. Se for mesmo importante eles ligam de novo.

— Alak … Alak — um grito acordou o jovem de 26 anos em meio a fortes batidas seguidas na porta de ferro, que ecoavam como trovões na pequena suíte.

O rapaz se levantou rápido enquanto murmurava algo hostil em reclamação aquela interrupção de um ótimo sonho. — Vocês só podem estar brincan… — Seus olhos se arregalaram com a visão do capitão Erik ali na sua porta. Era um homem muito alto e forte, com cerca de 40 anos, cabelos curtos escuros com mexas grisalhas nas laterais e olhos azuis penetrantes. Uma expressão sisuda que Alak preferia achar que era de sono. Só conseguiu prestar continência, enquanto ainda tremia de medo, e ouvir o que o Primeiro no comando do complexo teria para lhe falar as quase 4 da manhã.

— Espero que isso não seja pra por minha causa doutor — Apontou para a tenda molhada formada nas calças do rapaz, devido a sua recente e ainda pungente ereção.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá, você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.