Liter Feminina
32
0

Capítulo

Publicidade

1951

1951

 

Sílvia e Helena, brincando, correm pelo jardim da mansão dos Navarro de Holanda. A sorridente Gabriela caminha até as filhas, enquanto o empregado, mantendo uma distância respeitosa da patroa, carrega duas bolsas de compras. Gabriela sorri ao ver as filhas correndo de pique pega, enquanto seus vestidos são banhados pelo sol. Está uma agradável tarde de outono.


- Deixe aqui. – ordena Gabriela ao empregado, que obediente, deixa as sacolas em cima de um banco de ferro no meio do jardim e se retira. Gabriela bate palmas para chamar a atenção das crianças. – Helena, Sílvia, venham cá! – ela chama e as meninas param de correr, olhando-a. – Venham cá, meus anjos! – Gabriela abre os braços e as meninas correm até ela.
Gabriela abraça as filhas e lhes sorri amorosamente.


- Adivinha o que a mamãe trouxe?
- Bala! – Sílvia exclama, dando pulinhos.
- Boneca! – Helena grita para sobrepor a voz da irmã um ano mais nova.
- Helena acertou! – Gabriela exclama e Helena dá um gritinho, feliz e Sílvia torce o nariz para a irmã. – Trouxe bonecas para as duas! Estão nas bolsas! – aponta para o banco.
Helena e Sílvia avançam nas bolsas e Sílvia pega uma boneca que usa um vestidinho rosa muito parecido com o seu. Helena tira a boneca da mão da irmã.
- Eu quero essa!
- Não, essa é minha! – Sílvia toma a boneca de volta.
- Eu falei primeiro!
- Mas quem pegou primeiro fui eu!

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.