Capítulo

Publicidade

TELEVISÃO, MENTIRAS E ELEIÇÕES

Uma velha máxima diz que, na publicidade, não existe verdade: existe a imagem e a impressão da verdade, que pode ser muito bem uma mentira. Resumindo: “não é o que você diz: é o que o outro entende”. Não é a toa que a política, área em que a verdade nunca foi prioritária, casou tão bem com a publicidade.

Por isso se tornou prática comum nas eleições, cada candidato buscar informações comprometedoras sobre seus inimigos partidários. E aliada com a publicidade, vale tudo: vida sexual, familiar, comercial, etc. Qualquer coisa que consiga tirar votos é válida. Eles podem até nunca se utilizarem dessas informações e suas campanhas, mas elas servem como escudo.

E porque servem de escudo? Porque caso precisem, os candidatos na ânsia de comover ainda mais os eleitores podem atacar em seus discursos inflamados, os familiares de seus opositores, pois muitas vezes, eles estão despreparados para enfrentar o jogo bruto da política, por serem mais sensíveis e reagirem com menos facilidade aos golpes marqueteiros. Uma das vítimas, por exemplo, foi a mãe do ex-ministro da Previdência, Antônio Britto.

Antônio Britto virou ministro da Previdência, indicado pelo falecido Itamar Franco. Ganhou destaque por suas atuações, aparecia o tempo todo na imprensa e, rapidamente, começou a aparecer bem nas pesquisas de opinião para presidente ou governador de seu Estado, o Rio Grande do Sul.

Seus adversários políticos passaram a investigar sua vida, a ponto de levantarem seu dossiê. Foi aí que descobriram que ele, aos doze anos, saiu do Colégio Militar, onde estudava. Divulgaram que ele teria sido expulso por roubo. Sua mãe ficou nervosa porque passou a ser procurada por jornalistas, o que a deixou deprimida. E a história nem era verdadeira.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.