Rom Sobrenatural
9
0

Capítulo

Publicidade

Capitulo dedicado à: “Assim foram concluídos o céu e a terra, com todo o seu exército.” Gên. 2, 1.


SOBREVEIO À TARDE E DEPOIS A MANHÃ: O SÉTIMO DIA.

Estando o tempo favorável ao jovem casal, passaram-se sete anos após o nascimento do pequeno Adônis, e o garoto crescia com bastante altivez e era bastante esperto. Seus canais preferidos na televisão, pra desespero das grandes emissoras que possuem programas infantis, são o “National Geographic” e a TV Cultura. Sem contar que ele é super fã de animais, e sabe de cor, o nome de várias espécies de animais terrestres, marinhos e aéreos. Ele também está em período escolar e está estudando no colégio em que a avó de Yan sempre sonhou em colocar o neto: o Patrocínio São José. Adônis era o primeiro bisneto da família de Yan e o primeiro neto da família de Luz.

E a vida de Yan e Luz voltaram ao ritmo que era antes: ele, gerenciando a “DELIVEX”, com entregas a mil pelo estado e além-fronteiras; e ela havia se tornada sócia da “SMELL IT!”, pois havia comprado dez por cento das ações da matriz, fazendo com que a filial da empresa de perfumaria se tornasse um núcleo aqui no nordeste, com lojas espalhadas nas principais capitais da região. As duas empresas muitas vezes trabalhavam juntas, como um exército em prol de algo maior, pois a “DELIVEX”, muitas vezes era convocada para entregar os perfumes da “SMELL IT!” em todo o estado sergipano. As duas empresas dominavam até mesmo o espaço aéreo, com propagandas das duas empresas nessas revistas que dão em aviões e também se divulgavam em outdoors instalados nos altos dos grandes edifícios da capital. Sem contar nas amostras de

A vida deles não poderia estar na sua melhor fase. A felicidade era notável em seus semblantes, principalmente para Yan, que conseguiu realizar todos os sonhos de viajar pelo Brasil e países vizinhos, mesmo depois de ter se tornado pai. O medo e a frustração de nunca conseguir realizar seus planos caíram por terra, quando o pequeno Adônis fez dois anos, e ao ver uma propaganda de uma cidade turística, agarrou-se na tela da TV e ficou pedindo para ir, mesmo com suas limitações de criança. Aquela atitude fez os olhos de Yan se encher de lágrimas e ao longo desses cinco anos, eles fizeram mais de sete viagens. Os arquivos dos computadores de Luz e Yan estão repletos de fotos de férias. Muitas delas com o Adônis ao lado, ou com o pequeno aprontando alguma peripécia.

O tempo também passou para seus progenitores. Os pais de Luz já estavam bastantes coroas: ambos com mais de sessenta anos. E a avó de Yan já estava com seus quase noventa e cinco anos de idade. Essa última estava enormemente feliz, pois acompanhou o desenvolvimento do neto desde o berço até a idade adulta, lembrando-se de todas as vezes que precisou ser a mãe que ele nunca teve. Ela sempre relembrava os velhos tempos quando o casal a visitava com o pequeno Adônis, que entrava na casa como um furacão, sempre derrubando alguma coisa no chão, ou metendo a mão na fruteira, comendo as frutas que a bisavó comprava na feira, ou no supermercado que ficava a poucas quadras da Praça Tobias Barreto. E engana-se quem acha que a idosa precisava de acompanhante para fazer suas atividades. Ela fazia compras sozinha, tendo a ajuda de Luz, e de Adônis, nos fins de seman

Quando ela sentava-se com Luz e Yan na praça em frente a casa dela, e olhava para o casal de trinta e quatro anos, com uma felicidade que não conseguia expressar por palavras. Por dentro, ela sentia-se realizada, pois conseguiu ser a mãe que Yan nunca teve e nem teria, pois os demais filhos rejeitaram o menino ainda no berço, dando atenção a ele apenas depois que o mesmo, com menos de trinta e cinco anos, tornou-se um empresário conceituado do ramo de entregas particulares. Mas não estranhem, pois esse comportamento é típico da maioria das famílias de classe média aracajuanas: julgam alguns parentes como vagabundos, dão as costas a vida toda e quando esses mesmos parentes mudam de nível na escala social, começam a elogiar e a tratar bem, apenas para pegar carona no sucesso e sugar a vida mansa igual a parasitas. E com Yan não foi diferente. S&o

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.