Fantasia
16
1

Capítulo

Publicidade

Prólogo

“Quando um céu sem nuvens trovejar, resista!" — Immortals

Quando jovens aprendemos o certo e o errado. O bem é o mal. O que pode ser salvo e o perdido. Mas quando as linhas tênue se entrelaçam existe um lado de cada história, dependo como for contanda, o herói pode tornar-se o vilão. É por isso que nós, os heróis, somos mantidos escondidos no mundo, no instituto Paideia em Cadair Indra, baixo a proteção dos deuses. Para que assim, não sejamos utilizado para tornarmos vilões ou pior, que nós matem — porque, sabe, a vida de um semi-deus e bem complicada ainda mais, se seu pai for Atena, Poseidon, Zeus ou Hades. — naquele lugar, aprendemos a lutar e sobreviver. Volta é meia, somos enviados em missões para limpar as bagunças criadas por nossos progenitores ou para salvar algum semi-deus em perigo.

Nos, as crianças dos Institutos Padeia e Mos Maiorum somos os legados do olimpo e de seus habitantes — é também seus tesouros mais apreciados. — enquanto vivemos nessas muralhas somos como qualquer outra criança humana. Nós divertimos em rodas de fogueiras, fazemos canoagem, nos apaixonamos uns pelos outros, partimos nossos corações e aprendemos a empunhar espadas afiadas.





É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.