Fantasia
17
1

Capítulo

Publicidade

No território de bruxos

Acordei com a sensação de ter dormido por anos.

Foi o sono mais pesado e profundo que já tive na vida. Se sonhei, não lembrava. Quando abri os olhos vi pela janela do quarto que estava bastante claro. Imaginei que deveriam ser por volta das nove da manhã ou mais.

Sentei na cama esfregando os olhos e tentando me decidir se a noite anterior eu tinha mesmo conversado com fadas ou não. Eu acho que até aceitaria tudo como sonho para facilitar minha vida se não tivesse encontrado uma coisa caída no chão quando me levantei da cama. “Encontrar” é modo de falar.

Eu pisei na coisa e a coisa era uma varinha mágica. Abaixei e apanhei a varinha do chão vibrando por dentro. UAU! Eu estava segurando uma varinha de condão de verdade!

Fiquei olhando para a varinha um tempão como se quisesse ter certeza de que ela era real. A varinha deveria ter quase trinta centímetros, não tenho certeza, sempre fui ruim com a matemática, numeração e tudo o que tem haver com ela. Era uma varinha leve, engraçadinha, transparente, como se fosse feita de vidro opaco.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.