Fantasia
20
1

Capítulo

Publicidade

Você acredita em fadas?

Eu sei. Tenho que concordar que essa frase tem cara de ter saído do filme do Peter Pan ou algo assim, mas achei melhor começar desse jeito. Se você é como eu e acredita em fadas então não vai ter problema nenhum em continuar a leitura. Se você não acredita, eu aconselho desde já a parar de ler.

Quando eu era pequena minha mãe amava ler livros para mim. Depois que eu cresci mais e aprendi a ler sozinha passei a devorar vários e vários livros por mês. As minhas histórias favoritas sempre foram os contos de fadas e também me apaixonei por folclores e mitologias gregas, nórdicas, celtas e egípcias, como minha mãe. Do mesmo modo sempre amei a história da Cinderela, Branca de Neve, Bela Adormecida e das outras princesas. O que me deixava chateada era o fato de eu nunca ter lido a história de nenhuma princesa negra. Talvez seja porque, tipo, eu sou negra e quisesse encontrar alguma princesa com que eu me identificasse. Mas eu nunca tive problema em aceitar como sou. Tem gente que passa a vida lamentando por não ser loira. Eu não.

Me acho bonita como sou e o que mais gosto em mim são os meus longos cabelos encaracolados (são cachos tão grandes e abertos que quem não me conhece pensa logo que eles são obra de algum cabeleireiro). E também gosto muito dos meus olhos azuis, iguais aos da minha mãe. Negra de olhos claros? Uma raridade.

De qualquer forma, meu pai nunca gostou de contos de fadas. Dizia que enchia minha mente com bobagem e eu iria crescer uma moça com pensamentos infantis, blábláblá. Ele ficava para morrer quando eu jurava de pé junto que eu tinha visto fadas.

A primeira vez foi quando eu tinha seis anos e fomos visitar meus avós paternos na chácara deles. De noite nós ficamos do lado de fora da casa conversando sentados em bancos quando uma luzinha passou rente ao meu nariz.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.