Capítulo

Publicidade

Prólogo

Eu passei cada merda na minha vida, que por vezes eu pensava que já não valia a pena estar viva, é verdade mesmo.

Mas eu fui crescendo, eu sofri, eu chorei, eu desisti até que alguém veio me reerguer, eu toda tímida da vida, envergonhada, morta por dentro, e ele cheio de vida me dizendo que eu devia me esquecer disso tudo.

'Você tem um bom peito e bom bumbum, você é uma empresa que dá kumbú, não importa o que irão dizer, o que importa é que facturaste e te sentes bem com você'. Ele vai dizendo em meu ouvido, e me sinto hipnotizada, mas quando eu caí na teia e dei conta que era merda, já era tarde, mas eu ainda falava com todas as letras.

'Eu não sou burra, tem moças bonitas que andam a pé, apenas estou aproveitando o que mais tenho de valioso, o que eu tenho é visão e não burrice'. Falava com muito orgulho.

Aproveitei tudo de maneira insana e super errada, eu pensei que era feliz, mas se tivesse percebido a merda antes?, estou tão arrependida, sei lá. Cada um lida com a dor da sua maneira, mas mesmo assim não deixa de ter o jeito certo de lidar com a dor.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.