Capítulo

Publicidade

Fotos


Capítulo 62

Eu respondi com um beijo. Um beijo tão intenso e urgente que nós, certamente, começaríamos a arrancar nossas roupas se não estivéssemos dentro de um carro, com Sarah e Josh nos bancos da frente. Mas conseguimos imprimir todo o nosso desespero e amor naquele beijo. Sim, amor real fluía entre nós dois naquele instante. Amor e luxúria, também, a língua de Ciaran se tornara fogo em minha boca e eu não hesitei em apertar meus dentes nos lábios dele. As mãos dele se aferraram aos meus cabelos e as minhas, aos cabelos dele. A necessidade de nos conectar fisicamente e ir muito além daquele beijo estava quase nos sobrepujando quando o carro parou e Josh pigarreou.

- Chegamos. – disse Sarah, visivelmente sem graça, mas, ao mesmo tempo, demonstrando compreensão.

Estávamos no alvorecer de uma guerra, o risco de não sairmos vivos dela era bem real, acredito que era natural a ânsia que sentíamos de sentir a vida pulsar entre nós naquele momento. Apostava que minha amiga desejava fazer o mesmo com seu companheiro, muito embora ela não fosse o alvo principal daquela guerra. Sarah também estaria na linha de frente na batalha quem sem dúvidas, estava por vir e isso era o suficiente para querer se enfiar sob os primeiros lençóis com seu companheiro (ou fazer amor sem nada sobre e sob eles, tanto fazia, o importante era sentir o calor da paixão emanando dos corpos que, em breve, poderiam experimentar uma morte a sangue frio).

Descemos do carro depois de nos recompormos. A Fazenda Sun House era linda com suas plantações de árvores frutíferas e grãos. A casa principal era enorme, toda em estilo rústico com paredes de tijolos vermelhos por fora e portas de madeira pintada de branco e vidro. Eu não prestei atenção no resto da casa, conhecia a fazenda do dia do casamento dos meus amigos, mas não quis me apegar àquela lembrança agora. Não, eu nem mesmo passaria da sala principal.

Meus pais já haviam descarregado as malas quando eu e Ciaran entramos. Olhei para eles dois, o homem e a mulher que me deram a vida e me deram a melhor família que eu poderia ter. James e Maureen eram verdadeiros exemplos para mim, tanto como pais quanto como pessoas, eu era uma pessoa melhor graças a eles. Lana O'Brien, sem dúvidas, é uma pessoa melhor do que Aibel jamais poderia ser e eu os amava incondicionalmente por isso. E era exatamente porque eu os amava demais e para mantê-los protegidos, que eu faria algo terrível com eles.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.