Capítulo

Publicidade

PRAZER NA MORTE

Vendo o sangue escorrendo por entre seus dedos, a mente do jovem Ted Wayne volta aos tempos de criança. Lá em sua nostalgia, lhe vem à lembrança dos sapos que matava calmamente, com a faca de caça que fora dada de presente por um de seus tios.

Ted Wayne também se lembra dos gatos da vizinhança e os cachorrinhos indefesos, que muitas vezes degolava enquanto ainda estavam nascendo, ou apareciam perdidos pela rua em que morava, na Louisiana. O jovem também se lembrou dos passarinhos que degolava e estripava, além dos insetos que juntava e depois queimava, por puro prazer.

E enquanto o homem que o jovem Ted Wayne havia escolhido como mais um de suas vítimas, se debate em suas mãos, ele vai degolando-o, como se aquilo fosse para ele como uma arte. E quando o homem finalmente está com sua cabeça separada do corpo, Ted sente em sua alma, uma enorme sensação de prazer por matar.

 

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.