Capítulo

Publicidade

O MATADOR

Louis estava distraído, lendo seu jornal como de costume, quando de repente um cano frio lhe é apontado para a testa. Quando deu por si, era seu neto Junior, brincando com a arma que ele sempre deixa embaixo da poltrona onde estava sentado, caso precisasse agir rapidamente contra algum ladrão que tentasse roubar sua casa.

Louis, que tantas vidas ceifou, quando trabalhava como matador de aluguel na juventude, estava a um passo da morte, através das mãos de uma criança inocente. O menino insistia em querer matá-lo, chamando-o de bandido.

A arma carregada, os dedinhos dele no gatilho e um movimento brusco para tentar conter a criança, fizeram com que a mesma apertasse o gatilho, abrindo um rombo na cabeça do velho matador de aluguel aposentado.

Agora estava ali, com os miolos espalhados pela sala, um homem que por dinheiro, ceifou sem pena almas inocentes ou não. Um homem mau, que acabou perdendo a vida, para uma inocente criança.

Seu neto Junior, continuava ali, atirando e sorrindo, achando engraçado ver o avô jorrando sangue por todos os lados e com os miolos espalhados pelo chão.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.