Capítulo

Publicidade

AS QUALIDADES DE UM BOM LÍDER

Com relação à liderança, seja ela de jovens, paróquia, empresas, turmas de escolas, grêmios estudantis etc., a natureza fez questão de separar aqueles e aquelas que se destacam e direcionam os grupos no qual fazem parte, sem esquecer de que todo mundo é um líder em potencial, em quatro categorias: aqueles que nasceram com vocação para serem líderes; aqueles que adquiriram experiência suficiente para serem líderes; aqueles que têm coragem de serem líderes e aqueles que acham que são líderes.

Os que nasceram com vocação para serem líderes, possuem um espírito de liderança nítido. Essas pessoas possuem seguidores natos, são sempre perguntadas nas escolas, nos grupos ou nas empresas se querem participar de algum projeto, liderando-o; são populares, não apenas pelas qualidades que apresentam, mas também pelo bom trabalho que desempenham e sabem reconhecer suas limitações.

Os que adquiriam experiência suficiente para serem líderes são os esforçados. Essa categoria não se oferece para ser líder, ou sequer é lembrada na hora de se escolher um líder. Mas são constantemente recorridos na hora em que o grupo precisa de uma solução ou de um conselho para melhorar em algum ponto. Sábios executores de suas funções no grupo, eles podem passar anos fazendo de tudo um pouco, fora aquilo o que foram designados. E geralmente são colocados como líderes, quando o grupo ou a empresa precisa de alguém com uma base de conhecimentos bastante firme.

Os que têm coragem para serem líderes são geralmente aqueles que salvam o grupo, quando o mesmo beira o seu encerramento ou cancelamento. Eles são ex-líderes que apesar de já terem passado pelo grupo, ainda mantém a chama acesa de suas ideologias e das ideologias do grupo. Fale que o grupo irá terminar, ou que o grupo não possui indicações para líderes que eles tomam logo a dianteira, segurando a barca até o grupo se estabelecer de novo.

Já aqueles que acham que são líderes, são o grupinho menor de pessoas que acham bonito o posto de cabeça do grupo. São geralmente os filhos de líderes que ao verem os pais na liderança, ambicionam o mesmo e ao invés de começarem de baixo, fazem de tudo para almejar a liderança. Mas quando chegam onde querem, por vaidade, não querem mais largar o osso, mesmo depois de muito tempo na mesma posição. E são geralmente arrogantes, presunçosos, orgulhosos e totalmente desprovidos de simplicidade. Quando resolvem se afastar e entregar o posto, saem falando por aí que o grupo ou a empresa, estava bem melhor no tempo em que ele (a) era o (a) líder. São os que m ais tempo passam liderando um grupo ou uma empresa. E quando saem do cargo, o grupo ou a empresa fecham as portas.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.