Capítulo

Publicidade

007

Foi com certa dose de bem estar, e preocupação, que ela se teletransportou ao Abismo. Estranhamente tinha vontade de sorrir, mas não o fez. Apareceu instantaneamente na ponta da projeção sobre o buraco, de onde seus olhos negros refletiam a claridade longínqua, como se fossem dois grãos de areia. Algo lá embaixo a encantava. Se sentou cruzando as pernas e, agora, repassava o acontecido.

“Que loucura!”

Porque ela pensava assim? Porque ela reconhecera o lugar do sonho. Sabia bem o que era, onde era, e como funcionava. Não apenas por visitações ou por ouvir falarem. Outrora li fora o seu “berço”. Mas não queria lembrar dessa época. Não por agora. Queria mesmo era tentar entender o que se passava.

“Como aquele humano conseguiu acessar aqueles lugares que eram reservados apenas a quem era de lá, ou aos mortos? Teria ele alguma vinculação? Porque eu não senti qualquer outra entidade por perto?”

Eram dúvidas muito pontuais e que seriam de difícil esclarecimento para ela. Também não havia para quem perguntar. O ideal seria um gestor do setor responsável. Mas ela não conseguiria se teletransportar para o Paraíso e, caso conseguisse, seria erradicada antes que abrisse a boca. Logo ela sentiu uma leve coceira no ombro, mas nem olhou. Ela sabia que era a estrela. O que ela não sabia, porque não viu, era que agora havia um pouco mais de energia.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.