Capítulo

Publicidade

ARACNOFOBIA

Katherine era uma menina que tinha pânico, toda vez que avistava uma aranha, em qualquer lugar que fosse. Seus pais falavam que se não fossem provocadas, elas não fariam mal a ninguém. Mas isso não adiantava nada: a menina realmente entrava em pânico.

Um dia, Katherine estava sozinha em casa, quando viu uma aranha do tamanho da cabeça de um cotonete, andando pela parede. Desesperada, a menina correu para frente da residência em que morava e começou a gritar no portão de casa, pedindo por socorro.

Um senhor forte, de bigode grosso e cabelos totalmente brancos, que passava pela rua, parou e acudiu a menina. Ele pediu para que Katherine abrisse o portão, entrou, deu água com açúcar e a colocou no colo, abraçando-a. Mas a menina ainda não parava de gritar, pois estava bastante nervosa pelo fato de ter visto uma aranha.

O gentil senhor revelou então o monstro que era: ele tapou-lhe a boca, levou Katherine para o primeiro quarto que encontrou dentro da casa e a violentou de todas as formas por quase uma hora, estrangulando-a até sufocar. Depois, para garantir que ela não acordasse e sobrevivesse para denunciá-lo, o homem foi na cozinha, pegou uma faca de carne e golpeou a menina bem no coração.

Estranhando o fato de não ter saído sangue, assim que cravou a faca no peito dela, o gentil senhor, que se mostrou ser um estuprador perverso, retirou a mesma e ficou olhando o corte sem sangue. Quando encostou os dedos para abrir mais o corte e ver melhor, um monte de aranhas de vários tamanhos saíram de dentro de Katherine, subiram nele e começaram a picar vorazmente a pele daquele homem da terceira, fazendo-o enfartar, por causa do envenenamento.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.