Capítulo

Publicidade

Vídeo


Capítulo 10

E quando a noite chegar a gente vai a outro lugar, Matar o desejo de se amar, felicidade outra vez volta sorrir.
Diga que vai dormir na sua amiga é natural,
E que seus pais não leve a mal,
Eu quero é ter voce pra mim.

68747470733a2f2f73332e616d617a6f6e6177732e636f6d2f776174747061642d6d656469612d736572766963652f53746f7279496d6167652f305a7851304c355f7756744c6a773d3d2d3738383036373630352e3135646232646463373138306533653533343833373239

— Tenha um bom dia, Rafinha. — Augusto sussurra ao pé do meu ouvido, abraçando-me no aperto do carro. — Nos vemos daqui a pouco. — Ele pisca e sorri de um jeito maroto, e meu coração se derrete todo. — Você consegue ir sozinha daqui? — Reviro os olhos diante da pergunta dele.

— É claro que eu consigo. — Olho para o céu e vejo o dia quase amanhecendo, ainda está escuro, mas daqui a pouco o sol vai brilhar por aqui.

— Calma, gatinha, não precisa se sentir ofendida. Só perguntei porque quero ter certeza que você ficará bem, que fará o caminho até a fazenda tranquilamente.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.