Capítulo

Publicidade

O SOM DO MEDO

Foi uma festa comemorada com fogos, além da imprensa local e nacional, estar toda presente. O motivo? Simplesmente a inauguração da primeira escola ecologicamente sustentável californiana, com paredes, portas e janelas todas feitas com madeira de árvores reflorestadas.

Mas apesar da alegria política e educacional, ativistas de todas as áreas do estado, estavam descontentes, pelo fato do governador ter gasto dinheiro que eles julgam como desnecessário, com um prédio feito com recursos auto-sustentáveis. E para provar que o projeto era falho, meses depois, um grupo de ativistas ecológicos mais radical, trancou todas as saídas e ateou fogo na escola durante o horário de aula.

Como a madeira era de pinho, por ser mais barata e resistir a chuva, o fogo se alastrou rapidamente pela escola, não dando para que todas as crianças se salvassem e muitas acabaram morrendo, tendo seus corpos carbonizados. Do lado de fora, as pessoas que conseguiram sair entraram em pânico, pois ouviam os gritos de dor das crianças sendo consumidas pelas chamas. O desespero daqueles pais e mães ecoou por todos os cantos do mundo.

Os bombeiros chegaram há poucos minutos, mas não conseguiram evitar a tragédia, mesmo usando todos os recursos que tinham. Uma sensação de decepção tomou conta daqueles homens, que fizeram de tudo, mas não conseguiram ser mais poderosos do que a morte, que os observava ao longe, tal como o mármore: branca, dura e fria. 

Meses após os enterros e as honrarias, foi erguida uma nova escola autossustentável, dessa vez de alvenaria no lugar de madeira. Mas o novo prédio, aos poucos foi sendo abandonado por alunos, professores e funcionários. Isto porque toda vez que o vento entrava nas salas, ele vinha junto com os gritos de dor das crianças mortas.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.