Capítulo

Publicidade

A MORTE DA PEREIRA

Amazonas, Brasil, ano de 2018. Já chegava a quase um século, depois que aquela mulher encurvada e de expressão amedrontadora, tinha sido amaldiçoada a se transformar em um pássaro enorme e sobrevoar as casas dos moradores de Manaus, apenas para não ficar sem fumo. E encontrar alguém que queira ficar no lugar dela, por livre escolha era a quebra daquela terrível maldição.

Um dia, enquanto o sol escaldava os amazonenses e ela ainda era uma senhora vestida com trapos, começou a caminhar pelas praças, perguntando: “Quem, quer? Quem, quer”? Uma jovem mãe chamada Shirley, cuja filha única era estudante do colégio militar, que não conhecia a maldição, ao ver aquela velha maltrapilha, pensou em se tratar de alguma mendiga que havia perdido a sanidade.

Shirley, por brincadeira, para ter algum destaque entre as outras mães presentes e em tom de deboche, disse que queria. E desse dia em diante a velha morreu misteriosamente, se transformando em pó por causa da idade e a jovem mãe nunca mais apareceu, pois se tornou a nova Matinta.

A família procura até hoje por Shirley, que fora vista pela última vez, sentada em frente a um televisor no meio de uma tribo indígena, assistindo ao Circo Psicótico via TV à Cabo e as histórias macabras do Palhaço Taquicardia. Histórias assustadoras, que prometem revelar qual é o apito que o cacique toca.

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.