Capítulo

Publicidade

O FANTASMA DA FONTE

Todas as vezes que algum jovem rapaz se aproximava da fonte que ficava no meio da praça da cidade de Springfield, ela, cadavérica e usando um vestido de noiva branco, aparecia e perguntava o nome do filho de seu filho. Se o rapaz não soubesse dizer ou falasse o nome errado, ela o jogava dentro da fonte e o matava afogado.

Assim tem sido a sina daquela ilustre desconhecida, cuja vida fora de ter noivado séculos atrás e, naquela mesma fonte, ter perguntado ao noivo qual seria o nome do bebê que carregava no ventre, fruto de seu amor pelo homem com o qual iria se casar.

Este, por estar de caso com outra mulher, assassinou a noiva com uma punhalada no coração e fugira, deixando para trás, o corpo daquela que declarava o tempo todo para toda a sociedade da época que era sua amada, boiando e fazendo com que o sangue se misturasse à água da fonte, amaldiçoando toda a cidade.

Desse dia em diante, ela se tornou uma alma penada e vingativa, matando afogados todos os jovens rapazes que não soubessem dizer o nome do filho: Timothy Johnson.

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.