Capítulo

Publicidade

Capítulo 60

O cheiro que encheu a sala que fedia a morte, agora era de... vida. Minha filha estava nascendo, e essa era uma péssima hora.

Quando essa história toda acabar, vou ter uma conversinha com Maya sobre como não me dar sorrisos bonitos e depois agir como uma suicida, já que ela soltou o apoio das pernas forçando aquela faca no pescoço um segundo longo demais, antes de Theo soltá-la. Sei que tudo não passou de distração, mas não muda o fato que meu coração parou por um segundo ao ver um filete de sangue surgir no seu pescoço.

Contraí meus músculos e saltei, passando por cima da cabeça dela e ignorando a mulher encostada no canto da sala. Não podia me distrair,

Theo me afastou com o braço, me lançando do outro lado daquela sala e quando levantei para voltar a atacar, vi ele se transformando. Algo grotesco que não esqueceria nem tão cedo. E para retribuir não vou deixar ele esquecer do meu rosto, já que esse vai ser a última coisa que vai ver na sua vida maldita.

- Não é porque, não esperava que você aparecesse aqui, que não consigo lidar com você e os seus amigos. – Sua voz estava distorcida pela transformação.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.