Capítulo

Publicidade

Vídeo


Prólogo

Apolo Toledo

Ela foi a única mulher que eu amei e a pedir por minha estupidez. Ainda lembro do seu olhar cheio de dor, implorando que eu não a deixasse. Mais pisei ainda mais na mulher que amo, como um verdadeiro covarde.

O arrependimento veio e fui a sua procura, mais já era tarde, minha Marisol tinha ido embora e levando consigo o nosso filho. Filho esse que eu reneguei.

2 anos sem vê-la, sem toca-la, sentir o seu cheiro, sem ouvir a sua doce voz. Nada, não sei mais nada dela e nem do meu filho. O meu sol, como eu costumava chama-la, nunca me fez tanta falta como agora. Depois que descobrir que ela foi embora, tomei uma decisão, contei aos meus pais sobre ela e ao contrário do que pensei, eles ficaram muito decepcionados comigo, principalmente a minha mãe.

Pelo que parece ela já tinha nos visto juntos e gostou da Marisol, o que eu fiquei surpreso, já que elas nem tinham se falado. Foi com o apoio deles que decidir ir atrás dela, só que chegando em seu apartamento, o encontrei vazio, igual ao sentimento que sentia no peito.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

Nesse capítulo está bloqueado comentar.

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.