Capítulo

Publicidade

Capítulo 59

Estiquei os dedos entre as grades o máximo que pude, e assim que toquei nele comecei a chorar.

- Anjo? - Sua voz estava abafada, mas ainda sim era a sua voz.- Tá tudo bem? Está machucada?- Um estremecimento percorre meu corpo, mas não é isso que me incomoda. E sim o enrijecimento da minha barriga. Apesar de ainda não sentir as dores, sabia que a hora estava chegando. Não tínhamos muito tempo.

- Amor...

- Estou aqui, vou tirar você daí. – Solucei baixinho, segurando seus dedos com força. De onde estava, não era possível ver nem o seu rosto.

- Toninho?

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.