Capítulo

Publicidade

Capítulo 57

Okay, eu definitivamente não estava esperando por isso e nem gostaria de pensar nas consequências de ter um descendente de licáon no ventre de uma loba. Deuses, aquilo era um desastre!

- Quantos homens tem lá em cima?- Balancei a cabeça de um lado para o outro, tentando focar no que realmente importava no momento.

- O suficiente para impedir a nossa saída. – Suspirou andando até o fundo da cela e sentando no que parecia ser uma esteira... ou talvez um colchão velho. Ainda não tinha me acostumado totalmente com a escuridão. Pelo jeito eu teria que esperar por Apolo como uma boa donzela indefesa, era melhor do que ficar pensando nos motivos para acreditar que eu nunca sairia dali.

- Com o tempo esse escuro maldito para de incomodar? – perguntei olhando ao redor, tentando me preparar para o que poderia pular da escuridão, tentando identificar se tinha algo na escuridão esperando por apenas um segundo de distração.

- Quando vierem os pesadelos você vai implorar pela escuridão. – Sentei no chão, fazendo uma careta com a coisa viscosa que tocou as minhas coxas. Apertei ainda mais a sacola preta nas mãos, tentando respirar com calma.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.