Capítulo

Publicidade

Capítulo 56

- Amanda? - Sussurrei, testando o som da palavra nos meus lábios. Eu olhava a mulher e não a conseguia juntar a figura que as pessoas da aldeia falavam e de que Apolo sentia a falta.

- Ah deuses. – Franziu a testa, enquanto se aproximava de mim.– Eles já mexeram demais com a sua cabeça, não é?

- Apolo vai ficar tão feliz. – Comecei a rir baixinho, enquanto lágrimas desciam pelo meu rosto. Os deuses são sábios, mesmo que eu e Lia não conseguíssemos escapar no final Apolo e Antônio não iriam ficar sozinhos. – Promete que cuidará dele e de Antônio.

- Como conhece Apolo?

- Prometa que vai cuidar deles, por favor. – Os deuses sabiam o quanto queria ir embora dali, mas quanto mais o tempo passava, e sabendo que ela estava ali todo aquele tempo, mais as minhas esperanças diminuíam. – Antônio é um menino ainda, precisa de uma mãe e Apolo não pode mais sofrer.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.