Capítulo

Publicidade

VONTADE DE COMER FRANGO

Daisy, uma ruiva que morava sozinha em uma pequena casa de três cômodos, já tinha acabado de fazer trinta anos e resolveu transar com o namorado, mesmo ela sendo transexual, sem ele saber. Ela se arrumou toda e marcou com ele para irem a um motel pela primeira vez.

Lá chegando, ela tirou uma peruca de dentro da bolsa dizendo animada que ele ia desvirginar uma loira pela primeira vez. E assim que ela colocou na cabeça, saíram do carro, entraram na recepção do motel, pegaram a chave de um quarto, entraram, sentaram na cama e começaram as carícias preliminares.

Papo vai, papo vem, quando deram por si, já estavam ambos despidos. Foi aí que o namorado de Daisy perguntou se ela gostava de frango assado. Assim que ouviu a pergunta, a jovem achou que ele estava falando de comida, pois ela estava com fome e disse que sim. O namorado a posicionou, colocou a calcinha dela de lado e a inaugurou por trás, como se ela fosse uma tangerina. Aquilo estava tão gostoso para Daisy, que ela ficou excitada e seu “membro” escapou da calcinha, deixando o namorado dela tão decepcionado com a descoberta, que o mesmo broxou ao ver que sua namorada era “ele”.

Depois do susto, aquela experiência foi tão revoltante para Daisy, pois seria naquele dia que ela revelaria para ele que era transexual, que a mesma em um misto de tristeza e ódio, sacou uma faca ginsu dessas de cortar frutas, de dentro da bolsa. E rapidamente virou-se para o namorado, tapou a boca dele e lhe rasgou a garganta, sem nenhuma pena ou remorso.

Após isso, ela tomou banho, se arrumou, pegou a carteira do namorado, retirou o dinheiro e os documentos, saiu do quarto, pagou por uma diária e disse iria trancar o carro, pois o namorado havia esquecido e que o mesmo estava dormindo e não queria ser incomodado. Do lado de fora ela caminhou por três quadras, jogou a peruca loira em uma lata de lixo e sumiu, para nunca mais voltar.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.