Capítulo

Publicidade

PREMONIÇÃO

Alberto gostava de maltratar os animais da rua onde morava no bairro Rio Vermelho, em Salvador e já se mostrava que seria uma criança difícil. Os cães e os gatos que apareciam, sofriam bastante nas mãos dele. Seu cachorro e seu gato, ambos de pelos pretos, que mesmo tendo nome em suas coleiras, eram tratados apenas como “gato” e “cachorro”, já haviam fugido da casa dele, por não aguentarem as judiações do menino, se perdendo mundo a fora.

A avó de Alberto já avisava aos pais dele, que os mesmos tinham de colocá-lo na linha. Mas os pais dele eram por demais negligentes com o garoto, pois tinham sido filhos de pais autoritários e não queriam seguir o exemplo, fazendo com que esse instinto fosse crescendo cada vez mais.

Um dia, quando já era adolescente, Alberto discutiu feio com os pais, pois queria muito ir pra festa de Iemanjá, na praia que leva o mesmo nome do bairro. Mas seus pais o impediram, por ele ter se comportado e apresentado notas ruins na escola.

Furioso, o adolescente foi até a cozinha, pegou duas facas de carne bem afiadas, que a mãe tinha adquirido recentemente, voltou para a sala, se aproximou pela parte de trás do sofá e deu duas facadas certeiras, uma nas costas de seu pai e outra nas costas de sua mãe, fazendo o sangue deles jorrar até a morte, transformando o sofá numa enorme poça de sangue e corpos sem vida.

Após isso, Alberto tomou banho, se perfumou com alfazema, vestiu-se e saiu de casa, para curtir a festa de Iemanjá na Praia do Rio Vermelho, juntamente com seus amigos e colegas da escola.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.