Capítulo

Publicidade

AMIGO INVISÍVEL

Gregório nunca conseguiu engravidar a esposa. Ele, morador do bairro Anchieta, bom emprego, bom salário e uma boa vida, tinha até mesmo tentados a inseminação artificial, mas nem ela dava algum resultado positivo. Sua esposa já estava até mesmo aceitando a ideia de ser mãe de animais de estimação, principalmente depois de ter adotado um cachorrinho de pelos pretos, chamado Alu e um gato, também de pelos pretos, chamado Bael.

Como último recurso, Gregório procurou um bruxo muito conhecido na capital mineira, a fim de fazer um pacto com o diabo, para conseguir deixar um herdeiro no mundo, principalmente depois de ter acumulado uma pequena fortuna em espécie, além de uma bela casa e um apartamento de quatro quartos, todos no mesmo bairro. Gregório tinha uma família de pessoas gananciosas e não queria de nenhum jeito, deixar nada do que ele tinha construído, para os parentes.

Feito o pacto através do bruxo, o diabo deu a ele dez anos de felicidade plena, à partir do nascimento de sua filha Valentina, que veio ao mundo saudável e radiante, para o ódio mortal de sua família de avarentos, cujo único assunto que conversavam nas reuniões, eram os bens do mesmo, caso viesse a falecer.

Quando Valentina fez cinco anos, a mesma começou a conversar, primeiro com o cachorrinho Alu e o gato Bael, depois com um amigo imaginário, que dizia ser um cachorro também, só que de pelúcia e muito maior que o Alu. E desse dia em diante, a menina cresceu com esse amigo, levando-o para todos os lugares que ia, como se aquele amigo fosse uma espécie de “anjo-da-guarda”.

Quando chegou o dia em que se completaram os dez anos do pacto, Valentina, no final de sua festa de aniversário de dez anos, disse ao pai, antes de se deitar, que o amigo imaginário iria levar Gregório embora. O pai de Valentina tentou argumentar algo, mas o amigo imaginário da fila se materializou para ele, na figura de um cão de pelo negro, olhos vermelhos e reluzentes; garras e dentes afiados como navalhas. O ser estripou o corpo de Gregório na frente da filha, levando a alma dele aos gritos de desespero, para as profundezas do inferno.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.