Capítulo

Publicidade

O ESFOMEADO

Gilda tinha acabado de receber uma gorda colaboração para que o deputado de quem ela é assessora, pudesse votar à favor de mais um Projeto de Lei, que prioriza os empresários na arrecadação de verba, na Câmara. A doação aconteceu em um restaurante quatro estrelas, localizado na Asa Norte. Escolheu o estabelecimento mais discreto, para não chamar muito a atenção da mídia. Era noite, quando saiu com a maleta contendo milhares de reais, do restaurante até seu carro, que também estava estacionado a uma distância considerável do lugar, perto de uma loja de vinhos.

De repente, ao passar por um beco entre a loja de vinhos e uma queijaria, Gilda escuta um barulho estranho, que parecia uma mistura de latido de cachorro, com miado de gato e o gemido de alguém com fome. Só que não era qualquer pessoa quem estava gemendo: era um homem de grande porte, tipo um segurança, muito bem vestido.

Assustada, Gilda abraçou a maleta com os milhares de reais e caminhou apressadamente, sem olhar para trás. Quando estava chegando perto do carro, ela deu de cara com o homem. Apesar do tamanho, ele estava magro, com uma expressão famélica e em uma de suas mãos, uma algema quebrada, cujo punho ferido do homem, mostrava que ele mesmo tinha arrancado ela de onde estava preso.

O homem estendeu a mão em direção a Gilda, fazendo-a pensar que o mesmo estava atrás do dinheiro de sua propina. Tanto que para proteger a pasta, a futura vereadora de Brasília tentou correr. Mas seu salto quebrou, fazendo-a cair no chão, ferindo a perna em alguns cacos de uma garrafa de vinho quebrada.

O estranho homem famélico, ao sentir o cheiro do vinho, reagiu ao instinto zumbi do qual estava infectado, atacando Gilda sem pena, abrindo-lhe o crânio e lhe devorando o cérebro com bastante gula e voracidade, deixando para trás uma pasta de dinheiro aberta, cujas notas eram levadas pelo vento, uma cabeça oca e vazia e um rastro de sangue que começava naquele corpo sem vida e ia até dentro do beco.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.