Capítulo

Publicidade

AS ALMAS ERRANTES

Abel tinha saído recentemente da antiga Casa de Custódia, sul de Teresina, pelo crime de assassinato de sua esposa e suas cinco irmãs. Sua vida seria perfeita e luxuosa, se uma menina não tivesse encontrado o local da antiga casa onde morava, onde estavam os corpos e as cabeças das mulheres da vida dele, que foram oferecidas ao demônio em troca de fama e fortuna.

Esses anos em que passou recluso, além de não terem tido nenhum resultado positivo quanto sua reinserção na sociedade, só serviu para alimentar seu ódio e seu desejo de vingança com relação à menina. Tanto que nesses quinze anos, sua mente só pensava em uma coisa: matar essa menina, seja lá quem for, e oferecer a alma dela ao demônio, a fim de ser recompensando com a vida de luxos que sempre sonhou.

Abel saiu então em busca dessa menina. Ele sabia que agora ela não era mais uma criança, mas também não tinha idade para querer sair da casa dos pais. Falou com ex-detentos que também estavam fora da penitenciária, deu detalhes, ouviu relatos e descobriu que a menina morava no bairro Monte Castelo, perto de uma das várias emissoras de TV que povoam o local.

Abel então, munido do endereço da menina e de um revólver calibre trinta e oito, esperou o dia escurecer, pegou um motoboy e foi até a casa dela. Lá chegando, desceu da moto e ficou de longe, observando o movimento. Tudo estava silencioso e calmo, quando o silêncio foi quebrado por um latido e por um miado, ao mesmo tempo.

Assustado, Abel se virou e viu um cachorrinho e um gato, ambos de pelos enegrecidos, mas com coleiras que os identificavam perfeitamente. O cachorrinho se chamava Alu e o gato se chamava Bael, quase parecido com o nome de Abel. Ele, ao se recuperar do susto, riu e depois espantou os animais de perto, que sumiram sem deixar pistas.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.