Capítulo

Publicidade

OUIJA

Alexia estava brincando no quintal de casa situada na Rua Ana Neri, Bairro Damas, em Fortaleza, quando viu fumaça vinda do quintal de sua vizinha Natalie. Curiosa, ela subiu no muro e presenciou algo inexplicável: sua vizinha estava ateando fogo em um tabuleiro Ouija, com o fogo sendo assistido por um cachorrinho e por um gato, ambos de pelos enegrecidos, mas com coleiras nos pescoços, identificando-os. O cachorrinho se chamava Alu e o gato se chamava Bael. A menina nunca tinha visto aqueles animais na vida. Mas os mesmos não demoraram muito e sumiram.

Ela, que só tinha visto um tabuleiro daqueles em filmes de terror, ficou impressionada com o fato do mesmo ficar pouco danificado, depois de queimar por quase vinte minutos no meio de uma pilha de lixo que sua vizinha tinha reunido, para ajudar o diabólico jogo a queimar.

Assim que sua vizinha Natalie saiu do quintal, Alexia pulou o muro rapidamente com a agilidade ganha nos recreios da escola, pegou o tabuleiro, o indicador e, sem que ninguém a visse, levou o tabuleiro para dentro de sua casa e o escondeu embaixo de sua cama.

Na mesma noite, Alexia pesquisou vídeos sobre o tabuleiro e, quando foi usar o Ouija, não obteve sucesso, pois nada aconteceu de estranho dentro do quarto, muito menos o indicador do tabuleiro se mexeu. Ela tentou de todos os modos possíveis e nada dele dar algum sinal de vida. Frustrada com o fracasso daquele jogo, Alessandra colocou o tabuleiro embaixo da cama e foi dormir.

Na mesma noite, a adolescente sonhou com a figura de um homem de rosto desfigurado por queimaduras e garras metálicas em uma das mãos que a perseguia incansavelmente por uma rua deserta e obscura. Assim que o estranho e horrendo homem conseguiu alcança-la, o mesmo crava as garras no peito da menina, arrancando-lhe o coração.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.