Capítulo

Publicidade

Fotos

Capitulo dedicado à: “Eu adoro matar pessoas. Eu adoro vê-las morrer. Eu atiro em suas cabeças, e elas se balançam e se contorcem por todo o lugar e depois simplesmente param. Ou as corto com uma faca e vejo seus rostos ficarem muito brancos. Eu amo todo aquele sangue”. – Ric


O EXPRE55O 4BB4DON

odos os seres humanos, desde que surgiram neste mundo, seja criados por Deus, ou evoluídos através da teoria de Darwin, possuem anseios e ideais a realizar. Alguns almejam tanto alcançar esses ideais, que quando não conseguem fazê-lo em vida, tentam realizá-los depois da morte.

Em meados de 1942, um jovem policial chamado Saymon Strauss, recém fugido de uma prisão militar em Frankfurt, cuja pena fora insubordinação, por não ter assassinado um grupo de dezesseis meninas judias, após elas terem sido estupradas pelo alto escalão nazista, anda o mais depressa possível por uma estrada nos arredores de Mainz, seguindo em linha reta até a estação de trem mais próxima, a fim de pegar um trem rumo à liberdade fora da Alemanha.

- Sei que vou conseguir chegar até a estação mais próxima, rumar até o porto mais perto do litoral, entrar em um barco rumo à América e conseguir minha liberdade definitiva do outro lado do mundo. Lá eu vou conseguir realizar o meu sonho de ser maquinista, me casarei com uma índia americana e passarei o resto de minha vida cruzando o país em minha máquina à vapor – pensava o jovem Saymon, em voz alta.

O que ele não esperava é que em uma curva da estrada, um grupo de ladrões e salteadores espreitava todos os passantes, para furtar tudo o que pudessem. Eles estavam escondidos por trás das árvores e arbustos, espiando todos os passantes, analisando as presas mais fáceis de abordar, até que se admiraram com Saymon e suas vestes, que apontavam um certo prestígio social.

- Olhem rapazes: esse parece que está cheio de dinheiro.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.