Capítulo

Publicidade

PRÓLOGO

POV DEMÔNIO

O vento bate em meu corpo e queria poder senti-lo. Queria poder de alguma forma saber qual a sensação. Encaro Seattle a minha frente em sua escuridão. Abaixo dos meus pés, a exatamente 20 andares, humanos sorrateiros vagam pelas ruas, quando deviam estar dormindo.

Seattle não dorme ao que me parece. Alguns meses vagando entre humanos podres, já pude perceber que sabem o privilégio que possuem de podem sentir. Queria saber como sãos os sentimentos humanos. Como é sentir a vida pulsar dentro de mim.

Demônios não possuem almar. Demônios não possuem sentimentos. Demônios apenas servem para cumprir ordens da escuridão, do inferno.

Novamente encaro o céu escuro e fecho meus olhos. Eu sô queria que isso acabasse. Solto meu corpo e me jogo do topo do prédio. Não sinto nada, nenhuma emoção ou reação. Tem sido assim nos ultimos dias. Meu corpo se choca com o asfalto e escuto a gritaria em torno de mim.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.