Capítulo

Publicidade

G'runrig

Os raios do sol, agora baixo, brilhavam através da pequena  brecha entre rochas. Duas rochas imensas, cobertas de musgo, apoiavam-se uma na outra, fechando a passagem do cânion. Os paredões de rocha ao redor também impossibilitavam a passagem de luz ali embaixo e, mesmo faltando muito para o sol se pôr, uma penumbra a impedia de enxergar com clareza.

Escondera-se entre duas rochas soltas no canto mais escuro do beco. Lá em cima, podia ver as imponentes árvores da floresta alcançando alturas espetaculares, com copas carregadas de galhos e folhas tão verdes e novas quanto se podia naquela época do ano em Tavar, um pequeno vilarejo ao sul do reino de Stamkan. 

Há cinco dias atrás ela e seu parceiro, Deros, chegaram na pequena vila procurando trabalho. Eram ambos mercenários, mas que faziam outros bicos como procurar pessoas ou objetos desaparecidos, coletar itens difíceis de serem encontrados e até caçar javalis para as pobres velhinhas que não tinham a ninguém. Aquela missão tinha começado com uma caça, mas não percebera, até agora, de que eles eram a presa.

-Será fácil, Hallie. – Deros dissera quando descansavam em seu pequeno quarto temporário, aos fundos da única e principal taverna, que mais parecia uma tenda com sua paredes de barro e teto de palha, com cheiro de algo podre e bolorento. – Provavelmente é algum lobo ou urso, os habitantes de pequenos vilarejos como esse são sempre muito supersticiosos e gostam de acreditar em espíritos da floresta como esse, ou também deuses de lagos, monstros que comem crianças, mas nada mais são do que animais selvagens tentando sobreviver.

No dia seguinte àquele, houvera um novo ataque na floresta, Floresta Banida, era como a chamavam. Um homem havia sido encontrado morto a uns dois quilômetros do vilarejo, seu abdômen fora aberto, o intestino pendia para fora, e seus olhos eram duas grandes órbitas negras e ocas. Seus braços tinham sido presos nas árvores próximas com correntes enferrujadas e cobertas de terra e musgo.

...

...

...

É preciso estar logado para visualizar o restante do capítulo.

Este conteúdo é protegido pela Lei nº 9.610/98 – a Lei de Direitos Autorais.
Assinar ou apresentar como seu é crime pois viola os direitos de autor.

O acesso a este conteúdo é registrado de acordo com as políticas de uso.

Ir para outro capítulo:

Capítulo comentários

É preciso estar logado para poder comentar. clique aqui para entrar ou fazer o cadastro.

Comentários

Carregar Mais

Livro compartilhar

Olá , você pode compartilhar ou convidar seus amigos, para ler esse livro através do Facebook, Twitter ou Email.